quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

L-casei vs Bífidos

Entramos na era dos probióticos, dos ácidos gordos polinsaturados, da família dos ácidos gordos Omega 3, dos betacarotenos e muitos outros microrganismos e substâncias que hão-de aperecer à venda em qualquer supermercado. Os probióticos como os bifidos activos, são bactérias do género Bifidus, que fazem parte dos lactobacilos como o Lactobacillus bulgaricus e o Streptococcus thermophilus que são uteis efectivamente ao organismo, por colonizarem a flora intestinal e vaginal. São especialmente aconselhados a quem tem problemas como diarreias infecciosas ou vaginites. Um número significativo de consumidores compra “Bífidos activos”, mas não faz a mínima ideia do que se trata, porque o produto tem-lhe sido vendido, como uma maravilha da tecnologia alimentar. É importante tomarem-se bífidos activos, quando se faz com alguma regularidade tratamentos com antibióticos, que pela sua acção danificam grandemente a flora intestinal e vaginal. Retirado de http://desambientado.blogspot.com/2005/11/bfidos-activos-l-casei-omega-3.html Os lactobacilos são importantes para o nosso sistema digestivo e imunológico. Os chamados alimentos probióticos representam saúde e proteção ao organismo Milhares de microorganismos vivos agem permanentemente em nossa flora intestinal e são responsáveis pela absorção dos nutrientes ingeridos através da alimentação. Esses "bichinhos" melhoram a integridade da parede intestinal e assimilam alguns nutrientes importantes para o organismo, como o cálcio e o ferro. De nada adianta seguir uma alimentação saudável se a flora intestinal não estiver sadia. Alimentos como o leite, iogurte, queijo fresco e a coalhada, são fundamentais em nosso dia-a-dia, porque contêm o melhor dos probióticos: os lactobacilos vivos, os mesmos do leite fermentado. Pesquisas mostram que os lactobacilos equilibram o funcionamento intestinal, impedem a multiplicação de bactérias nocivas, inibem a produção de toxinas, melhoram a digestão, fortalecem o sistema imunológico, além de prevenir o câncer de colón - localizado no intestino grosso. Nós já possuímos esses microorganismos em nosso intestino: então, qual a importância de ingeri-los através de nossa alimentação? Nossa flora intestinal é composta por um equilíbrio dos lactobacilos bons e maus. Ou seja, temos um conjunto de muitas espécies de bactérias que, quando estão equilibradas, não causam problemas à saúde, mas, caso contrário podem provocar doenças, alergias. Os microorganismos considerados bons (lactobacilos ou probióticos) devem ser maioria no intestino. Entretanto, vários motivos levam à morte desses microorganismos benéficos como, por exemplo, estresse, doenças intestinais, uso de antibióticos, envelhecimento. Por isso é importante ingerirmos esses alimentos e assim renovarmos nossos microorganismos. Você sabe quais são os benefícios dos lactobacilos? Eles tendem a melhorar e regular todo o funcionamento da flora intestinal, além de combater as substâncias tóxicas e causadoras do câncer. Não só fortalecem o sistema imunológico, como minimizam os efeitos colaterais provocados por antibióticos - que desequilibram o intestino. O que ocorre quando os lactobacilos chegam ao intestino? Como são resistentes, para chegar inteiros ao intestino vão acidificando o ambiente e assim dificultando a permanência dos microorganismos patogênicos, causadores de doenças no estômago e intestino. Esse ambiente ácido facilita a absorção dos minerais e das vitaminas, tão importantes ao organismo. Outra função é ajudar a manter íntegra a parede do intestino, o que permite que todos os nutrientes sejam absorvidos adequadamente. O que é o leite fermentado e quem pode consumi-lo? É todo produto que coagula e diminui o pH do leite, por fermentação láctea, por meio de microorganismos. Nos frascos encontrados no mercado existem variações de lactobacilos, como o Lactobacillus Casei e Bifidobacterium. Qualquer pessoa pode consumir estes alimentos depois da fase do desmame. Quanto maior a freqüência, melhor a manutenção da flora bacteriana e a ingestão de cálcio, pois o leite fermentado é fonte deste mineral. E, para quem costuma ter desconforto após ingerir leite, uma boa noticia é que nesses produtos a lactose já vem processada, ou seja, o individuo não precisa digeri-la no organismo, diminuindo assim os sintomas dessa intolerância. Qual é a quantidade diária ideal que devemos ingerir de alimentos probióticos? Um frasco por dia de leite fermentado e o consumo de queijos frescos, iogurtes, coalhadas - são suficientes para proteger o organismo contra os fatores que desequilibram a flora intestinal. Essa quantidade é o bastante para proteger organismo e ficar mais resistente às bactérias e a qualquer tipo de infecção. Entretanto, é bom evitar o consumo excessivo desses produtos, que podem causar um desconforto intestinal, além do excesso de calorias que pode prejudicar o seu processo de eliminação de peso. Retirado de http://vilaequilibrio.vilamulher.com.br/materia/nutricao/87-lactobacilos-voce-sabe-o-que-sao-e-para-que-servem.html

3 comentários:

Anne costa disse...

Menina que informação boa,eu não sabia desses benefícios não,quero dizer eu até sabia que melhorava a flora intestinal,mas que prevenia o câncer de colón,eu desconhecia.
Obrigado por compartilhar conosco essas informações.


Beijos

SENHORITA ALFACE CRESPA disse...

Rrrsrsrsrsr, olha q eu fiquei boiando com tantas informações...n sei nada destes bichinhos q nos fazem bem...!!!Xerinhussssssssss!!!

Luciana Kotaka disse...

Oi amiga,a chei ótima sua matéria,e tudo isso é verdade. Meu homeopata meindicou para tomar 60 dias seguidos, disse que todo mundo devia fazer isso umavez ao ano.
Muito legal mesmo seu post. beijocas